Menu


Texto Banner 1
Texto Banner 2
Texto Banner 3
Texto Banner 4
Campos de exibição:
Famanho da fonte:
Linguagem:
Classificado por:
Permanent Link

Bambusa sp.

Nome comum

Sinônimos

     
    • bamboo
    • bambou
    • bambu
     

    Taxonomia

    Autor

    Schreb. 

    Subespécie

     

    Autor da subespécie

     

    Gênero


    Família


    Ordem


    Classe


    Phylum


    Reino


    Subfamília


    Série


    Gerais

    Área de distribuição natural

    Ásia.

    Ambientes naturais

    O gênero tem ampla distribuição geográfica, ocupando uma ampla variedade de ambientes naturais.

    Descrição da espécie

    Planta perene, lenhosa, arborescente, que cresce em aglomerados densos. As folhas têm lâminas achatadas e com a base tipo pecíolo articuladas com bainha. Flores com estames geralmente agrupados em 6.

    Forma biológica

    • Arbusto
     

    Reprodução

    • Sementes
    • Rizomas
     

    Dispersão

    • Vento
     

    Dieta

       

      Uso econômico

      • Artesanato
      • Material de construção
      • Uso alimentar
       

      Uso econômico - descrição

      Ornamental, em jardins e vasos; construções rústicas e decorações; também como alimento. 

      Invasão

      Tipo de introdução Causa de introdução Local de introdução Data Descrição da introdução
      DesconhecidaMirassol (SP)1963

      Vetores de dispersão

      • Lixo
       

      Vias de dispersão

      • Uso ornamental
       

      Ambientes preferenciais de invasão

         

        Ambientes preferenciais de invasão - descrição

         

        Outros locais onde a espécie é invasora

        Ilhas Cook, Ilhas Fiji, Niue, Palau, Tonga, Nova Zelândia e La Réunion (França) (www.pier.org) 

        Impactos ecológicos

        Invasão de sub-bosque de áreas florestais nativas, formando aglomerados densos e competindo por espaço e luminosidade com a vegetação nativa. 

        Impactos econômicos

         

        Impactos sociais

         

        Impactos à saúde

         

        Manejo

        Controle mecânico

         

        Controle químico

        Corte dos ramos bem próximo ao solo, com foice, facão ou motosserra, e aplicação de herbicida à base de glifosato na concentração de 3% nas rebrotas dos tocos, quando as mesmas tiverem de 10 a 15 cm de altura. 

        Controle biológico

        Medidas preventivas

        Resultados de análises de risco

        Baixo risco nas ilhas do Pacífico(http://www.hear.org/Pier/wra/pacific/bambusa_vulgaris_htmlwra.htm). 

        Ocorrências

        Distribuição no país

           
          Estado Município Referência local Área protegida
          1Mato Grosso do SulCorumbáMargens do rio Paraguai, ao norte de Corumbá
          2ParaíbaJoão PessoaBarreira do Cabo Branco desde a praia do Sol até o bairro São José
          3PernambucoTamandaréSul da estrada PE-60, perto da entrada, trilha do açudeReserva Biológica de Saltinho
          4Rio Grande do SulMostardasParque Nacional da Lagoa do Peixe
          5Rio Grande do SulTavaresParque Nacional da Lagoa do Peixe
          6Rio Grande do SulTramandaíHorto Florestal do Litoral Norte/SEMA
          7São PauloCananéiaParque Estadual da Ilha do Cardoso
          8São PauloEmbu-GuaçuParque Estadual da Várzea do Embu-Guaçu
          9São PauloFranco da RochaCampo de aviação, sede da unidade, moinhoParque Estadual do Juquery
          10São PauloMirassolParque Natural Municipal da Grota de Mirassol
          11São PauloTeodoro SampaioParque Estadual do Morro do Diabo

          Projetos

          Título Espécies Contato

          Referências

          Título Autor
          Informe sobre las especies exóticas en VenezuelaOJASTI, J. ; JIMÉNEZ, E. G. ; OTAHOLA, E. S. ; ROMÁN, L. B. G.
          Bambusa spp.HEAR - HAWAII ECOSYSTEMS AT RISK PROJECT
          Subsídios para a elaboração do Plano de Manejo do Horto Florestal do Litoral NortePROGRAMA RS RURAL


          
          sziller@institutohorus.org.br | Brasil