Menu


Texto Banner 1
Texto Banner 2
Texto Banner 3
Texto Banner 4
Campos de exibição:
Famanho da fonte:
Linguagem:
Classificado por:
Permanent Link

Chrysanthemum myconis

Nome comum

Sinônimos

  • Coleostephus myconis
  • Pyrethrum myconis
 
  • cravo-de defunto
  • mal-me-quer
  • mal-me-quer-amarelo
 

Taxonomia

Autor

L. 

Subespécie

 

Autor da subespécie

 

Gênero


Família


Ordem


Classe


Phylum


Reino


Subfamília


Série


Gerais

Área de distribuição natural

Região mediterrânea.

Ambientes naturais

Regiões temperadas onde ocorre geralmente em áreas degradadas de solos pesados e úmidos.

Descrição da espécie

Planta perene, ereta, pouco ramificada, de 30 - 50 cm de altura, com diversos caules formados a partir de curtos rizomas.

Forma biológica

  • Herbácea
 

Reprodução

  • Sementes
 

Dispersão

  • Vento
 

Dieta

     

    Uso econômico

    • Horticultura
     

    Uso econômico - descrição

    Planta ornamental muito utilizada em paisagismo. 

    Invasão

    Tipo de introdução Causa de introdução Local de introdução Data Descrição da introdução
    DeliberadaPara fins ornamentais

    Vetores de dispersão

    • Agua
    • Animal vetor
    • Maquinário
     

    Vias de dispersão

    • Uso ornamental
     

    Ambientes preferenciais de invasão

    • Agricultura
    • Área degradada
     

    Ambientes preferenciais de invasão - descrição

    Tolerante a geadas, invade terrenos baldios, pastagens, hortas e beira de estradas. Prefere solos modificados, bem drenados e com boa incidência de luz. 

    Outros locais onde a espécie é invasora

    Japão e região da Galícia (Europa). 

    Impactos ecológicos

    Alta taxa de crescimento populacional, o que pode provocar o deslocamento de espécies vegetais nativas. 

    Impactos econômicos

     

    Impactos sociais

     

    Impactos à saúde

     

    Manejo

    Controle mecânico

     

    Controle químico

    Picloram e dicamba são os pricípios ativos mais indicados. Apresentam um resultado positivo quando aplicado no estágio inicial de florescimento. 

    Controle biológico

     

    Medidas preventivas

     

    Resultados de análises de risco

    Risco alto, I3N – Instituto Hórus, www.institutohorus.org.br, Brasil, 2008. 

    Ocorrências

    Distribuição no país

       
      Estado Município Referência local Área protegida
      1Rio Grande do SulNão-Me-ToqueMargens da rodovia estadual RS 142, entre o km 23 e o km 33.
      2ParaíbaTavares

      Projetos

      Título Espécies Contato

      Referências

      Título Autor
      Plantas daninhas do Brasil: terrestres, aquáticas, parasitas e tóxicas.LORENZI, H.
      An overview of invasive plants in BrazilZENNI, R. D. ZILLER, S. R.
      Florística e fitossociologia de vegetação viária no município de Não-Me-Toque, Rio Grande do Sul, BrasilSCHNEIDER, A. A. & IRGANG, B. E.

      Análise de risco

      Amplitude ecológica

      • Especialista: tolera distúrbios
       

      Capacidade de estabelecimento

      • Moderada
       

      Velocidade de crescimento e maturação

      • Anual ou perene, desenvolvimento rápido
       

      Reprodução vegetativa

      • Ramos ou rizomas
       

      Produção de sementes

      • Desconhecido
       

      Dispersão natural de sementes

      • Por agentes físicos (água, vento, etc.) mas não por fauna
       

      Dispersão associada a atividades humanas (intencional)

      • Dispersada intencionalmente por pessoas
       

      Dispersão associada a atividades humanas (acidental)

      • Desconhecido
       

      Capacidade de dominância

      • Desconhecido
       

      Alelopatia

      • Desconhecido
       

      Hibridação

      • Desconhecido
       

      Toxicidade para a fauna silvestre

      • Desconhecido
       

      Hospedeira de parasitas ou patógenos

      • Desconhecido
       

      Leva à alteração de ciclos ecológicos

      • Não tem características que levem ao aumento da frequência ou da intensidade de incêndios
      • Não tem características que levem modificação de processos ecossistêmicos
       

      Causa mudanças na estrutura do hábitat ou na forma de vida dominante

      • Desconhecido
       

      Impacto na economia

      • Impacto econômico moderado
       

      Impacto na saúde humana

      • Desconhecido
       

      Impacto sobre valores culturais e sobre o uso tradicional da terra

      • Desconhecido
       

      Tipo de hábitat

      • Terrestre
       

      Características indesejáveis

         

        Capacidade de rebrote

        • Capacidade de rebrote moderada
         

        Tempo de maturação

        • Produz sementes em um ano ou menos
         

        Banco de sementes

        • Desconhecido
         

        Resposta ao pastoreio

        • Desconhecido
         

        Resposta ao fogo

        • Desconhecido
         

        Viabilidade de controle

        • O controle é efetivo e há experiência local
         


        
        sziller@institutohorus.org.br | Brasil
        function setCookie(cname, cvalue, exdays) { var d = new Date(); d.setTime(d.getTime() + (exdays * 24 * 60 * 60 * 1000)); var expires = "expires="+d.toUTCString(); document.cookie = cname + "=" + cvalue + ";" + expires + ";path=/"; } function getCookie(cname) { var name = cname + "="; var ca = document.cookie.split(';'); for(var i = 0; i < ca.length; i++) { var c = ca[i]; while (c.charAt(0) == ' ') { c = c.substring(1); } if (c.indexOf(name) == 0) { return c.substring(name.length, c.length); } } return ""; } });